Governo

Fundo Ambiental já pagou um milhão para melhorar casas

Fundo Ambiental já pagou um milhão para melhorar casas

Um milhão de euros pago, 18 mil candidaturas submetidas e a necessidade de reforçar a equipa. Este é o balanço feito, esta terça-feira, pelo Governo, a propósito do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis.

Em comunicado, o Governo adianta que o "Ministério do Ambiente e da Ação Climática já pagou candidaturas no valor global de um milhão de euros, referentes ao Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, de um total de 30 milhões de dotação disponível para esta fase, provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência".

O programa do Fundo Ambiental visa, entre outras coisas, custear obras de reabilitação para melhorar o desempenho energético e ambiental dos imóveis. A eficiência energética dos edifícios é vista como uma prioridade para a recuperação económica, alinhada com a transição climática, de acordo com os objetivos do Pacto Ecológico Europeu.

No mesmo documento refere-se, ainda, que "foram já submetidas perto de 18 mil candidaturas". Dessas, "foram já avaliadas cerca de 2200, enquanto cerca de outras 1300 foram canceladas pelos próprios proponentes".

Ainda segundo o Governo, a equipa de avaliação, até aqui constituída pelo Fundo Ambiental e suportada pelo Laboratório de Energia e Geologia, foi reforçada, contando também com o apoio da Agência para a Energia. A partir de 1 de setembro, o reforço nas avaliações incluirá a Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.

O Plano de Recuperação e Resiliência conta com um total de 135 milhões de euros para aplicar, até 2025, na eficiência energética dos edifícios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG