08.02.2019

Fotogaleria

Cartazes, sorrisos e "selfies". Enfermeiros protestam em Lisboa, Porto e Coimbra

Cartazes, sorrisos e "selfies". Enfermeiros protestam em Lisboa, Porto e Coimbra

Os enfermeiros estão esta sexta-feira em protesto contra a requisição civil decretada pelo Governo face à greve cirúrgica nos blocos operatórios.

Dezenas de enfermeiros concentraram-se esta sexta-feira de manhã em frente ao Hospital de Santa Maria, Lisboa, em protesto pela decisão do Governo em decretar a requisição civil devido à greve cirúrgica que decorre até ao fim do mês, acusando a tutela de uma atitude persecutória para com a classe.

A eles juntou-se a bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, e, entre sorrisos, não faltaram as "selfies".

"Basta! Eu não me resigno", "Não temos medo", "Je suis selvagem" e "Chantagem. Coação. Dá-nos força e união" são algumas das mensagens dos cartazes que os enfermeiros exibem.

Neste protesto, o Sindicato Democráticos dos Enfermeiros (Sindepor) anunciou que vai interpor uma providência cautelar para suspender a requisição civil dos enfermeiros decretada na quinta-feira pelo Governo.

O mesmo cenário repete-se no Porto, em frente ao Hospital de São João, e em Coimbra, com dezenas de enfermeiros que consideram a decisão do governo um "ato de má-fé" e "uma medida despropositada".

A paralisação foi convocada pelo Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) e Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE).

Governo aprova requisição civil de enfermeiros

Requisição civil dos enfermeiros foi publicada com efeito imediato

Marcelo considera intolerável a ameaça dos enfermeiros de faltar ao trabalho

Doentes com cancro suspendem tratamentos e ficam sem cirurgias

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG