Exclusivo

Gestores hospitalares vão ter prémios de desempenho

Gestores hospitalares vão ter prémios de desempenho

O Governo quer atribuir prémios aos gestores dos hospitais públicos que cumpram objetivos mensuráveis que fiquem estipulados nos contratos de gestão, mas a Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH) defende que só os incentivos não chegam e é preciso dar mais autonomia e financiamento para resolver os problemas das unidades.

A portaria conjunta dos ministérios da Saúde e das Finanças, que entrou em vigor a 1 de julho, estabelece as regras quanto à elegibilidade, composição, determinação e atribuição aos gestores públicos, que exerçam funções executivas em entidades públicas empresariais integradas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), de uma remuneração variável associada ao reconhecimento e incentivo da boa gestão. Permite, assim, que aqueles somem um valor extra de remuneração se cumprirem objetivos que estejam estabelecidos no contrato.

Entre outros aspetos, será avaliado o "desempenho "económico e financeiro da empresa, e o desempenho assistencial e a satisfação dos utentes". Para isso são tidos em conta aspetos relacionados com as despesas efetuadas, o cumprimento dos tempos de espera e o nível de satisfação dos doentes que recorreram ao hospital. "Retribuir às pessoas em função do seu desempenho é uma ideia que defendemos de forma transversal para o SNS, não só para os membros dos Conselhos de Administração, mas também para os profissionais de saúde", diz Xavier Barreto, presidente da APAH.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG