Covid-19

Gouveia e Melo quer criar sistema de senhas no telemóvel para evitar filas na vacinação

Gouveia e Melo quer criar sistema de senhas no telemóvel para evitar filas na vacinação

O vice-almirante pretende que o agendamento possa ser feito com a definição da hora precisa para a vacinação, além do local e da data. Desta forma, as filas de espera à porta dos centros de vacinação não serão tão comuns. O processo pode começar já em agosto.

As imagens das filas de espera para a vacinação contra a covid-19 são um cenário que Gouveia e Melo quer que termine. Ao jornal "Público", o vice-almirante adiantou a intenção de criar um sistema de senhas a partir do telemóvel.

Como funciona? Cada pessoa poderá ver qual o centro de vacinação que está com o semáforo verde (com um período de espera de 30 minutos), tirar uma senha no telemóvel e aparecer à hora indicada.

O coordenador da task-force, que iniciou o trabalho a 6 de fevereiro depois da saída de Francisco Ramos, ex-secretário de Estado da Saúde, diz querer ultrapassar todos os imprevistos, desde as filas de espera até aos atrasos na entrega das vacinas.

"No primeiro trimestre iam chegar 4,4 milhões de doses [de vacinas] e acabámos com 2,3 milhões. No segundo, eram 11 milhões e chegaram 8,5, 1,4 milhões das quais nos últimos dois dias. Depois, pedem-me milagres", disse em declarações ao jornal

Com quatro vacinas disponíveis em Portugal - Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen -, Gouveia e Melo admite a possibilidade de solicitar à Direção-Geral da Saúde (DGS) a retirada da "restrição etária da AstraZeneca", caso a pandemia se agrave. Atualmente, esta vacina é administrada aos maiores de 60 anos.

PUB

Outra das propostas do vice-almirante, já enviada à DGS, passa por reduzir o tempo de espera, de seis para três meses, da vacinação dos maiores de 60 anos, que ficaram infetados com covid-19.

O coordenador da task-force mantém a meta de 8 de agosto para 70% da população em Portugal estar vacinada com a primeira dose, e assim atingir a imunidade de grupo. E deixa um aviso: "mantenho a meta mas cada vez com menos folga".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG