Pandemia

Governo admite "tropeções" no processo mas mantém metas da vacinação

Governo admite "tropeções" no processo mas mantém metas da vacinação

A ministra da Saúde, Marta Temido, assinalou o início da vacinação dos bombeiros, no Centro de Saúde da Damaia, no concelho da Amadora.

Cerca de 15 mil bombeiros voluntários, sapadores e municipais começam a ser vacinados contra a covid-19, num processo que se vai prolongar durante as próximas duas semanas e que marca o início da segunda fase do plano de vacinação contra a covid-19.

A ministra da Saúde, Marta Temido, admitiu que tem havido "alguns tropeções" no processo de vacinação e reiterou que a meta do Governo é ter "70% da população vacinada até ao fim do verão".

Segundo Marta Temido, é importante manter o foco "no essencial" e que "este é um bom momento", no que diz respeito à vacinação. "Não nos devemos esquecer disso se as coisas correrem menos bem", acrescentou.

A ministra da Saúde elogiou todas "as estruturas regionais" que permitiram montar a logística de vacinação e enalteceu "o trabalho de proximidade desenvolvido pelos bombeiros", que estão "sempre postos a dar resposta" quando é preciso.

Declarações em linha com as do ministro da tutela, Eduardo Cabrita. "Ninguém teria chegado a um hospital, a um centro de saúde, sem os bombeiros, que são responsáveis por 85% da ajuda pré-hospitalar portuguesa", disse o titular da Administração Interna.

"Num ano tão difícil e exigente", tendo em conta que os primeiros casos de covid-19 foram reportados a 2 de março de 2020, Cabrita recordou que "os bombeiros não deixaram o combate aos incêndios" e "disseram sempre presente, num quadro tão difícil".

PUB

O MAI sustenta que os bombeiros, dada a dimensão operacional do transporte pré-hospitalar que executam, desempenham "uma função essencial do Estado e por isso vão ser vacinados ao longo das próximas duas semanas".

Segundo o MAI, a ordem de vacinação destes 15.000 bombeiros foi definida com base em critérios operacionais da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e abrange o universo de voluntários, sapadores e municipais.

Lisboa e Porto são os distritos com mais bombeiros que vão ser vacinados contra a covid-19, 2.181 e 1.916 respetivamente, seguido de Viseu (1.025), Aveiro (958), Coimbra (945), Leiria (945), Braga (910), Santarém (842), Setúbal (829) e Vila Real (687).

No distrito da Guarda vão ser vacinados 644 bombeiros, em Faro 617, em Castelo Branco 500, em Bragança 477, em Portalegre 388, em Viana do Castelo 347, em Beja 358 e em Évora 326.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG