O Jogo ao Vivo

Desconfinamento

Portugal entra em situação de contingência e antecipa reabertura

Portugal entra em situação de contingência e antecipa reabertura

O Governo anunciou, esta sexta-feira, que a segunda fase de desconfinamento, prevista para setembro, foi antecipada para a próxima segunda-feira.

Regras que mudam a partir de 23 de agosto de 2021:

Restaurantes, cafés e pastelarias passam ter limite máximo de oito pessoas por grupo no interior e 15 pessoas por grupo em esplanadas, embora a obrigatoriedade de encerrarem às 2 horas da manhã se mantenha;

Espetáculos culturais com 75% de lotação;

Eventos (nomeadamente casamentos e batizados) passam a ter limite máximo de 75% da lotação;

Transportes públicos sem limites de lotação; Os limites de lotação nos táxis e plataformas também acabam;

Serviços públicos sem marcação prévia - apenas a partir de 1 de setembro;

PUB

As viagens, estabelecimentos turísticos, restaurantes (aos fins de semana e feriados) e grandes eventos continuam a exigir a apresentação de certificado;

Esta é a segunda das três fases definidas pelo Governo no Plano de levantamento de medidas. A próxima e última fase entrará em vigor quando 85% da população estiver totalmente vacinada, sendo que o Governo também admite antecipá-la;

A lotação dos estabelecimentos comerciais passa de cinco pessoas por 100 metros quadrados para oito pessoas por 100 metros quadrados;

Sobre o levantamento da regra de uso de máscara na rua, Mariana Vieira da Silva explicou que a decisão "deve" ser feita na Assembleia da República, quando achar adequado e nas normas que achar adequadas.

Embora as regras para a apresentação do certificado digital não se alterem, a governante não excluiu que o Governo possa vir a revê-las no futuro;

Mariana Vieira da Silva revelou que as unidades de cuidados intensivos para doentes covid estão a 55% da sua ocupação máxima recomendada (255 camas), o que deixa o país numa "situação de conforto" nesta matéria;

Portugal tem, atualmente, uma incidência de 316,6 casos por 100 mil habitantes e um R(t) de 0,98;

A decisão de administrar uma terceira dose da vacina "cabe à DGS", disse a ministra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG