Segurança Social

Governo dá bónus de mais de um milhão de euros aos cobradores de dívidas

Governo dá bónus de mais de um milhão de euros aos cobradores de dívidas

O Ministério da Segurança Social pagou um prémio de desempenho de 1,14 milhões de euros aos 223 funcionários do departamento de cobrança coerciva de dívidas, em 2021. O valor do bónus representa um aumento de 43% face a 2020.

Segundo a imprensa desta quarta-feira, o prémio foi pago a 223 dirigentes e trabalhadores do Departamento de Gestão da Dívida (DGD) do Instituto da Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS) e o valor do mesmo variou consoante o cargo: os dirigentes e técnicos superiores foram os que receberam mais, cerca de 500 euros por mês, e os assistentes cerca 340 euros.

O Fundo de Cobrança Executiva, responsável pelo pagamento do bónus, recorreu à taxa de justiça aplicada na cobrança das dívidas à Segurança Social para financiar a atribuição dos prémios, que aumentou em 2021. Isto porque há mais 65 trabalhadores do DGD que passaram a estar elegíveis para receber o bónus e ainda porque "no primeiro trimestre de 2020, os prémios só foram pagos a 50%".

Assim, o valor de 1,14 milhões de euros representa um aumento de 43% face ao bónus de 993 milhões de euros que foi atribuído em 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG