Covid-19

Governo diz que cortes de salários a vários enfermeiros já foram regularizados

Governo diz que cortes de salários a vários enfermeiros já foram regularizados

A ministra da Saúde disse este sábado que as situações que levaram a que vários enfermeiros sofressem cortes no seu vencimento já foram corrigidas institucionalmente.

"Verificaram-se atrasos na entrega de alguns formulários necessários para que os processamentos remuneratórios fossem feitos em algumas instituições e essas situações já foram corrigidas institucionalmente", afirmou Marta Temido, na conferência de imprensa diária sobre o ponto de situação da covid-19, realizada no Ministério da Saúde.

O Sindicato dos Enfermeiros acusou o Estado de não cumprir com o que está legislado em relação aos horários de trabalho, ao pagamento de trabalho suplementar e ao Regime de Prevenção e disponibilidade permanente daqueles profissionais de saúde, e anunciou este sábado que vai apresentar uma queixa à Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Segundo o sindicato, verifica-se também o incumprimento dos períodos de descanso, o impedimento do gozo de feriados/tolerâncias em algumas instituições e o gozo de férias previstas.

A ministra afirmou que o seu ministério se vai manter atento "à evolução daquilo que possam ser situações especialmente gravosas" para os profissionais e saúde e sublinhou que vai "trabalhar com as estruturas representativas dos trabalhadores e com associações públicas profissionais no sentido de garantir que em termos laborais e deontológicos estão criadas as melhores condições para um funcionamento harmonioso".

A Ordem dos Enfermeiros denunciou que vários profissionais, infetados no local de trabalho pelo novo coronavírus, "sofreram cortes significativos no vencimento" ou ficaram sem o seu ordenado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG