Exclusivo

Governo em família abre porta a "decisões informais"

Governo em família abre porta a "decisões informais"

O ministro das Infraestruturas e Planeamento sentiu-se na obrigação de vir a terreiro explicar a entrada da mulher no Governo, após a polémica que criou a publicação da nomeação em "Diário da República", na sexta-feira.

Pedro Nuno Santos defendeu que Catarina Gamboa, que se tornou chefe de gabinete de Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, "não merece ser menorizada no seu percurso profissional" por ser casada consigo.

Este é mais um caso que começa a tornar difícil conseguir juntar numa só imagem todos os membros do Governo com relações familiares ou de amizade profunda, revelados nos últimos três anos e meio. A Transparência e Integridade (TI-PT) alerta para "os sinais preocupantes destes exemplos" e o risco de "as decisões serem tomadas em círculos informais, sem documentação que permita fiscalizar as políticas públicas, e a desilusão dos cidadãos para com a política".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG