Defesa

Governo recusa comentar nomeação de Gouveia e Melo para Chefe do Estado-Maior da Armada

Governo recusa comentar nomeação de Gouveia e Melo para Chefe do Estado-Maior da Armada

O Governo recusa comentar a eventual nomeação do vice-almirante Gouveia e Melo para novo Chefe de Estado-Maior da Armada (CEMA), disseram, esta quarta-feira, à Lusa fontes oficiais.

Fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro disse à Lusa que "o Governo não fala sobre o assunto". O Ministério da Defesa também "não faz comentários" sobre o tema, segundo afirmou fonte autorizada.

O vice-almirante Gouveia e Melo foi apontado, na terça-feira, pela TSF, como o homem escolhido para substituir o almirante Mendes Calado à frente da Marinha e que a decisão do Governo já teria sido comunicada a este.

PCP critica falta de clareza no processo

O secretário-geral do PCP recusou, esta quarta-feira, comentar a eventual nomeação do vice-almirante Gouveia e Melo para novo Chefe de Estado-Maior da Armada (CEMA), mas criticou o que apelidou de falta de clareza no processo de seleção.

Questionado pelos jornalistas sobre a eventual nomeação do vice-almirante Gouveia e Melo para CEMA, avançada pela TSF, Jerónimo de Sousa disse que "sobre isso" considerou não haver "nenhum registo a fazer." "Já o processo que conduziu a isso pode ser menos claro, mas em relação à solução não temos registo", acrescentou.

Recorde-se que, em setembro passado, a indicação de fonte oficial de que o ex-chefe da task-force iria ser proposto para CEMA foi adiada pelo Presidente da República, que considerou não ser "o momento adequado" para a sua substituição. A situação criou uma mini-crise entre o Governo e a Presidência da República, tendo havido uma reunião de urgência, em Belém, entre o primeiro-ministro, o ministro da Defesa e o Presidente.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG