Última Hora

Governo rejeita hipótese de novo confinamento

Governo rejeita hipótese de novo confinamento

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, rejeitou, esta segunda-feira, a hipótese de Portugal voltar a confinar, por causa da covid-19.

"Hoje sabemos mais da doença, estamos melhor preparados para responder, e o confinamento é uma resposta de saúde pública que, garantidamente, não queremos voltar a acionar", disse o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, ao responder a uma pergunta sobre a sondagem JN/TSF, publicada na sexta-feira, segundo a qual 47% dos portugueses são favoráveis a um novo confinamento, 40% que se opõem.

"Nesta fase da epidemia, é muito importante desmistificar os medos e os receios que justificam os resultados dessa sondagem", disse Lacerda Sales, durante a habitual conferência de imprensa conjunta entre Direção-Geral da Saúde e Ministério da Saúde.

António Lacerda Sales falou, ainda, do Plano outono-inverno da DGS, "um documento dinâmico", centrado na proteção dos mais vulneráveis e idosos e na preservação da vida humana. Recordou que será criada uma equipa especial para a resposta a problemas não-Covid.

O secretário de Estado salientou a importância dos testes de diagnóstico ao vírus da gripe e da sars-Cov-2, sublinhando que essa estratégia ficará a cargo do Instituto de Saúde Ricardo Jorge (INSA). Considerou, ainda, que os testes rápidos oferecidos pela Cruz Vermelha, "têm menos sensibilidade" que os testes RT, mas ainda podem ser usados em casos de surtos em escolas ou lares, para afastar os casos positivos mais graves, com mais carga viral.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG