O Jogo ao Vivo

Papa

Governo sem "nada decidido" sobre tolerância de ponto a 12 de maio

Governo sem "nada decidido" sobre tolerância de ponto a 12 de maio

O Governo não tem "nada decidido" sobre uma eventual tolerância de ponto para os funcionários públicos no dia 12 de maio, sexta-feira, dia em que o Papa Francisco chega a Portugal para participar nas cerimónias do centenário das Aparições.

Há cerca de duas semanas, em declarações à agência Ecclesia, o bispo de Leiria-Fátima, António Marto, admitiu que gostaria que o Governo concedesse tolerância de ponto a 12 de maio, para que mais peregrinos pudessem estar em Fátima junto do Papa. Na opinião de António Marto, "se o Governo quiser ter um gesto de cortesia, quer para com o Papa, quer para com os peregrinos católicos" que se deslocam a Fátima, "fica bem" conceder a tolerância. "Mas, se não o fizer, os peregrinos não deixam de vir", considerou, sem revelar se a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) iria formalizar esse pedido junto do Governo.

Questionado pelo JN, esta quarta-feira, fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro garantiu que "nada está decidido sobre esse assunto" e que, para já, a questão não está na agenda do Conselho de Ministros que se reúne amanhã, quinta-feira, no Forte de Peniche.

Em Fátima, os bispos que estão reunidos na assembleia plenária do episcopado português, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que termina amanhã, também garantem não ter ainda qualquer informação sobre esta decisão.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG