Vendas Novas

Governo vai investir 1,5 milhões em centro de acolhimento de refugiados

Governo vai investir 1,5 milhões em centro de acolhimento de refugiados

O ministro da Administração Interna anunciou, esta quarta-feira, o financiamento de cerca de 1,5 milhão de euros para a instalação de um centro de acolhimento de refugiados que o Serviço Jesuíta aos Refugiados (JSR) vai gerir em Vendas Novas.

"Em relação à vinda de cidadãos requerentes de asilo ou proteção internacional. A nossa estratégia é cooperar fundamentalmente com o CPR [Centro Português para os Refugiados], mas também agora com o Serviço Jesuíta aos Refugiados. O maior investimento em curso financiado pelo MAI, um milhão e meio de euros, é um centro de acolhimento que será desenvolvido pelo JSR em Vendas Novas", disse Eduardo Cabrita no Parlamento.

Segundo o ministro, este centro de acolhimento de refugiados vai ser gerido pelo JSR e está atualmente em desenvolvimento, não estando ainda a funcionar e trata-se do "maior investimento que está autorizado neste momento".

"Mais de milhão de euros de fundos europeus e mais de 300 mil euros que serão suportados pelo SEF, tal como foi o SEF que suportou aquilo que foi a parte de financiamento nacional da nova estrutura que duplicou a capacidade da Bobadela", disse.

Na Bobadela, concelho de Loures, fica situado o centro de acolhimento do Centro Português para os Refugiados.

O ministro da Administração Interna foi hoje ouvido na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias sobre a possibilidade de alojamento temporário na ala sul da prisão de Caxias, em Oeiras, de imigrantes aos quais tenha sido recusada a entrada em Portugal ou que aguardam a execução de uma ordem judicial de afastamento do país, numa audição pedida pelo PSD, BE e CDS-PP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG