O Jogo ao Vivo

Alfândega da Fé

Governo vai negociar "solução mais indicada" para cumprir normas da ANAC

Governo vai negociar "solução mais indicada" para cumprir normas da ANAC

A Secretaria de Estado da Administração Interna vai começar a negociar uma "solução mais indicada" para cumprir normas da ANAC nos centros de meios aéreos.

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, adiantou este sábado, em Alfândega da Fé, que está a iniciar o processo para garantir que no próximo ano se encontrará "a solução mais indicada", em colaboração com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, a Associação Nacional de Municípios Portugueses e a Autoridade Nacional da Aviação Civil, para cumprir as exigências que esta entidade reguladora tem para o setor e para que os centros de meios aéreos "possam funcionar em plena segurança".

Em causa está a exigência por parte da ANAC de uma equipa de bombeiros em permanência, durante 12 horas, devidamente equipada, nos centros de meios aéreos em funcionamento para o combate aos incêndios.

À margem da inauguração do Centro Meios Aéreos e Base de Acolhimento da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) de Alfândega da Fé, Patrícia Gaspar disse ainda que não tem conhecimento de nenhuma manifestação de desagrado sobre este requisito e que o dispositivo de segurança instalado nos centros "foi assumido, com um esforço grande e a disponibilização ao nível dos recursos humanos e técnicos pelas associações humanitárias de Bombeiros Voluntários, nos centros onde foi necessário implementar estes dispositivos e colocar viaturas". "O processo foi pacífico e instalado em bom tempo permitindo ter os 60 meios aéreos que integram o dispositivo deste ano plenamente operacionais", vincou ainda.

O trabalho tem sido "bastante concertado" com as autarquias através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, sublinhou a secretária de Estado: "Todo o dispositivo deste ano foi na íntegra assegurado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil através de equipas contratadas junto dos bombeiros, sem desfalcar a capacidade do dispositivo desses corpos."

Em Alfândega da Fé, Patrícia Gaspar inaugurou o Centro Meios Aéreos e a Base de Acolhimento da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS), onde foi feito um investimento de cerca de meio milhão de euros, para melhorar as condições de quem ali trabalha, nomeadamente bombeiros, operacionais dos GIPS da GNR e dos pilotos do helicóptero de combate aos incêndios. Foram ainda inauguradas as obras de requalificação do quartel dos bombeiros deste concelho, projeto que implicou um investimento de 400 mil euros.

PUB

Obras que não foram fáceis de executar, segundo o presidente da Câmara de Alfândega da Fé, Eduardo Tavares. "Foi difícil, porque inicialmente não havia programas específicos para este tipo de reabilitação e criação destas infraestruturas. Entretanto, conseguimos ter acesso a programas ao abrigo do POSEUR e através da Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes com o Programa Operacional Regional, foi preciso fazer uma negociação dura", sublinhou o autarca que já está projetar investir mais 200 mil euros para melhorar a base de acolhimento, dotando-a do que fica em falta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG