Exclusivo

Gravidez na adolescência cai para menos de metade

Gravidez na adolescência cai para menos de metade

Maioria das jovens que foram mães tinha 16 e 17 anos. Mais de 83% dos menores dizem tomar "precauções".

O número de nados-vivos de mães adolescentes caiu para menos de metade em mais de uma década, em Portugal. No ano passado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) registou 1499 recém-nascidos de jovens com idades entre os 11 e os 17 anos. Em 2010, tinham sido 4052. Os dados mostram uma quebra acentuada da gravidez na adolescência numa década.

Desde 2020, ano em que foram registados 1769 nados-vivos de mães adolescentes, os valores têm estado abaixo dos dois mil. Em 2011 e 2012, os bebés de progenitoras com menos de 18 anos estavam acima dos três mil: 3663 e 3301, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG