Paralisação

Greve da TAP sem grandes constrangimentos em Lisboa

Greve da TAP sem grandes constrangimentos em Lisboa

Durante a manhã desta quinta-feira, a greve dos tripulantes de voo da TAP não está a causar constrangimentos de maior na zona das partidas do aeroporto da Portela, em Lisboa, talvez pelo facto de muitos passageiros terem sido previamente avisados pela companhia do cancelamento dos seus voos. No primeiro dos dois dias de greve, que se estende até sexta-feira, dia 9, a procura do balcão de atendimento da companhia aérea no aeroporto manteve-se calma durante as primeiras horas da manhã.

Ainda assim, alguns passageiros viram os seus voos cancelados, sem aviso prévio por parte da TAP. É o caso de Sara Kirchhoff que tinha um voo marcado às 11.55 horas para voltar para casa, em Düsseldorf (Alemanha), depois de uns dias de férias em Lisboa. A passageira foi surpreendida à chega ao aeroporto pelo cancelamento do seu voo por causa da greve, sem que a companhia a tenha avisado.

A passageira dirigiu-se ao balcão de atendimento, onde foi informada de que não haveria voos hoje para Düsseldorf (Alemanha), tendo-lhe sido dada apenas a possibilidade de marcar um voo para Amesterdão (Holanda), que deverá partir às 13 horas. Terá depois de arranjar forma depois de ir para a Alemanha.

PUB

Sara mostrava-se contudo compreensiva com a situação. "Eu compreendo", disse, sem se mostrar incomodada com o percalço de que foi vítima pela greve dos tripulantes de cabine.

As centenas de voos que foram previamente cancelados pela companhia não estão a aparecer no painel de informação aos passageiros.

Fonte do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), que convocou a greve de tripulantes de TAP, disse esta manhã que a adesão foi total, até cerca das 8.30 horas, tendo apenas partido voos de serviços mínimos ou da Portugália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG