O Jogo ao Vivo

Nacional

Greve retém passageiros da EasyJet em França uma semana

Greve retém passageiros da EasyJet em França uma semana

O segundo e último dia de greve dos controladores aéreos franceses obrigou a cancelar ou adiar muitos dos voos previstos entre França e Portugal. Passageiros da EasyJet ficam o resto da semana em Paris, à espera de viagem de regresso.

O JN falou ao telefone com uma passageira da EasyJet, cuja viagem de regresso para o Porto, marcada para esta segunda-feira, foi adiada para domingo.

Isabel Costa e a família souberam da greve enquanto esperavam para fazer "check-in" no aeroporto francês Charles de Gaulle: "Havia uma fila enorme e pessoas a reclamar".

A portuguesa, que se deslocou a Paris para ir à Disney com o marido e os dois filhos, lamentou as soluções apresentadas pela EasyJet: "Não nos deram muitas alternativas. Disseram-nos que ou aceitávamos a viagem de regresso no domingo, ou nos reembolsavam o dinheiro. Estivemos à procura de viagens de regresso noutras companhias, mas era tudo muito caro. Ou seja, não me adiantava nada aceitar o reembolso porque os 170 euros que paguei pela viagem dos quatro não davam para o regresso de uma só pessoa".

Segundo a passageira, o cancelamento dos voos gerou bastante confusão junto ao balcão da companhia "low cost", obrigando mesmo a polícia a ter de intervir para acalmar os ânimos.

Isabel Costa não percebe porque é que a companhia "prefere pagar estadia e alimentação para todas aquelas pessoas durante seis dias, ao invés de arranjar outra solução".

O JN tentou contactar a EasyJet para esclarecimentos sobre as alternativas apresentadas aos passageiros, mas não obteve resposta.

A greve de dois dias dos controladores aéreos obrigou as companhias aéreas que voam para os cinco aeroportos franceses - Orly, Beauvais, Lyon, Nice e Marselha - a anular cerca de 20% dos voos.
Fonte da ANA disse ao JN que, só ontem, houve pelo menos 16 voos com destino a França cancelados.

Os controladores aéreos franceses estão em greve contra o plano de diminuição do quadro de pessoal previsto para este ano.