Saúde

Gripes estão a aumentar e pico será perto do Ano Novo 

Gripes estão a aumentar e pico será perto do Ano Novo 

A atividade gripal está com tendência crescente e o pico da gripe deverá ser atingido entre a última semana deste ano e a primeira de 2020, estima a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A evolução dos casos de gripe não é uniforme em todo o país e a evolução da procura dos cuidados de saúde tem sido "mais precoce e intensa nas regiões Norte e Centro", acrescentou a DGS.

Como o JN noticiou na quinta-feira, a procura dos cuidados de saúde no Norte triplicou na semana passada face ao mesmo período do ano anterior. Na mesma região, mais de 60 centros de saúde já têm horários de funcionamento alargados e pelo menos cinco hospitais já abriram camas de contingência, segundo informação da Administração Regional de Saúde do Norte.

Segundo o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, a doença continua baixa, com tendência crescente, estando a mortalidade dentro dos valores esperados. A evolução da atividade gripal, que não é uniforme em todo o país, tem sempre "repercussões na procura de cuidados de saúde", de acordo com a DGS.

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper do JN

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG