Exclusivo

Há mil médicos de família que podem pedir a reforma este ano

Há mil médicos de família que podem pedir a reforma este ano

A Ordem dos Médicos diz que cerca 1000 médicos de família podem pedir a reforma este ano. A estes somam-se 700 que se podem vir a reformar até 2024. O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, avisa que se todos os médicos em idade de reforma decidirem efetivamente sair a situação das pessoas sem médico de família "ficará ainda mais crítica". Um alerta deixado hoje, no Dia Mundial do Médico de Família.


Em comunicado de imprensa, a Ordem dos Médicos diz que este não é um problema de falta de acesso à formação, indicando que na última década terminaram a especialidade de Medicina Geral e Familiar cerca de 500 médicos por ano. "O problema é que destes só cerca de 350 (70%) ingressam nos concursos abertos e muitos deles acabam por sair do SNS nos anos subsequentes", salienta o bastonário, evidenciando que a migração para o setor privado e para o estrangeiro é elevada já que são oferecidas condições mais atrativas de trabalho.

Segundo a Ordem, neste momento há cerca de 1500 médicos de família a trabalhar exclusivamente no setor privado ou social e "bastariam" mais 700 no SNS para existir cobertura para todos os 1,3 milhões de utentes sem médico de família (dados mais recentes). Miguel Guimarães diz que enquanto o SNS não se tornar competitivo, vai continuar a existir este problema.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG