Exclusivo

Há risco de termos mais casos de covid-19 no fim do ano do que em janeiro

Há risco de termos mais casos de covid-19 no fim do ano do que em janeiro

Ómicron pode levar infeções diárias acima das 15 mil. Especialistas admitem regresso de lotação dos espaços.

Os mais recentes dados sobre a prevalência da ómicron e a sua duplicação a cada dois dias fazem antever um disparar das infeções diárias. Mais do que duplicando. Podendo mesmo Portugal chegar ao final deste ano com mais casos do que no histórico mês de janeiro de 2021, acima dos 16 mil. Com elevados graus de incerteza, enquanto se desconhecem as características desta variante e consequente impactos na hospitalização e mortalidade. Para já, os dados apontam para menor gravidade.

Os cálculos são do matemático Carlos Antunes, feitos com várias incertezas em relação à Ómicron, sendo, por isso, estimativas com erro. "O que os indicadores de progressão da ómicron dizem é que podemos chegar ao fim do ano acima dos 15 mil, com uma possibilidade grande de passar os 16 mil casos". Valores assim acima do máximo de 16 432 novas infeções registadas a 28 de janeiro passado. Sendo que "quase todos os países já ultrapassaram os valores de contágio de janeiro, sendo expectável que aconteça o mesmo, porque não estamos a alterar medidas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG