Exclusivo

Habitação social: Concursos desertos preocupam câmaras

Habitação social: Concursos desertos preocupam câmaras

Empreitadas não geram interesse das construtoras e a crise pode piorar porque o volume de obra vai aumentar.

Vários concursos de obras públicas relativos a projetos do programa 1.º Direito e de outros do PRR estão a gerar preocupação junto dos presidentes das câmaras municipais, ora porque ficam desertos, ora porque têm de ser lançados por preços-base inflacionados para terem procura.

A presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Luísa Salgueiro, admitiu "dificuldades" ao nível "da contratação de empreitadas de obras públicas" devido à subida de preços. Em entrevista ao JN, a autarca revelou que "o mercado mudou muito significativamente desde fevereiro", havendo "empreitadas que não geram interesse junto dos potenciais concorrentes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG