Exclusivo

Hospitais mandam doentes para longe sem avisar famílias

Hospitais mandam doentes para longe sem avisar famílias

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) recebeu, durante o segundo semestre de 2020, denúncias de utentes ou dos seus familiares que reclamam não terem sido previamente informados da transferência para outro hospital.

Por esse motivo, a ERS considera necessário "adotar uma intervenção regulatória acrescida" de forma a garantir que as unidades de saúde adotem procedimentos que salvaguardem o "direito ao acompanhamento" e a humanização dos cuidados prestados.

Estes casos foram objeto de sete deliberações por parte da Reguladora, publicadas ontem juntamente com dezenas de outras concluídas entre julho e dezembro do ano passado. Num deles, um utente da Unidade Local de Saúde da Guarda alega que foi transferido, sem que tenha sido devidamente informado, para o Centro Hospitalar da Cova da Beira, que dista mais de 40 quilómetros. Noutro, um filho de um doente internado no Hospital do Espírito Santo, em Évora, denuncia que a transferência do pai para o Hospital de Vila Franca de Xira, a cerca de 140 quilómetros, foi feita sem o conhecimento prévio da família.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG