Pandemia

Hospital de São João já sente efeito Natal na chegada de casos covid à Urgência

Hospital de São João já sente efeito Natal na chegada de casos covid à Urgência

O Hospital de São João já sente a pressão causada pelo relaxamento das medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19 durante o Natal, com mais de cem casos suspeitos atendidos diariamente. Destes, 25% a 30% são confirmados como positivos. E neste momento ainda não é possível saber qual o efeito do Ano Novo no número de novas infeções.

Num ponto da situação da pandemia no maior hospital da região Norte, que habitualmente é um barómetro para o que está a acontecer no resto do país, Nelson Pereira, coordenador do Serviço de Urgência de Medicina Intensiva do São João, alerta para esta situação que terá tendência a agravar-se, quando começarem a aumentar os internamentos em enfermaria e, consequentemente, internamentos em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI).

Até ao momento, ainda não se sente o aumento da pressão nos internamentos, porque, segundo explicou, a chegada de novos casos funciona em três ondas. Primeiro, começam a aumentar os casos. Alguns dias depois, aumenta o número de pacientes a necessitar de internamento e só depois se sente essa pressão nos Cuidados Intensivos. Tendo em conta este panorama, Nelson Pereira lançou um alerta para a situação e pediu "máximo cuidado" para os próximos dias.

Neste momento, o hospital de São João tem 101 pacientes com covid-19 internados, 46 deles em UCI, sendo que estão 22 camas de UCI abertas para além da capacidade normal e, tendo em conta a situação atual, será natural que a necessidade de recorrer a esta unidade aumente nas próximas semanas.

Sobre a vacinação do pessoal do hospital, já 2500 foram inoculados contra a covid-19 e mais 1500 serão vacinados esta semana, com vacinas que chegaram esta segunda-feira ao hospital.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG