Exclusivo

Houve mais de 15 mil faltas às provas finais do 9.º ano

Houve mais de 15 mil faltas às provas finais do 9.º ano

A taxa de abstenção nas provas finais do nono ano situou-se em 8%, o que significa que se registaram 15 304 faltas e 181 571 presenças. Os números foram divulgados pelo Ministério da Educação, que destaca a "elevada participação". Já os professores de Português e Matemática consideram a taxa de abstenção normal, tendo em conta que as provas foram realizadas fora do período letivo e, pela primeira vez, não contam para a nota final do 9.º ano.

O facto de não contarem para a nota podia ter provocado uma elevada abstenção mas, para a presidente da Associação de Professores de Matemática, Lurdes Figueiral, este não é um valor alto: "Não me parece que 8% seja um número exagerado de abstenção porque as outras provas de aferição [de outros anos] são feitas no decorrer do ano letivo e esta não foi". As provas decorreram entre 17 e 23 deste mês, mas as aulas do 9.º ano acabaram no dia 7.

Lurdes Figueiral recorda que "não há termo de comparação" e que o facto de as provas não contarem para a nota "contribuiu para aumentar as faltas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG