Proteção Civil

Portugal sem fogos com "expressão significativa"

Portugal sem fogos com "expressão significativa"

A Autoridade Nacional da Proteção Civil anunciou que, cerca das 08.30 horas, não havia incêndios com "expressão significativa" em Portugal.

"Não temos qualquer incêndio neste momento em curso, pelo menos nenhum incêndio com expressão significativa, disse à agência Lusa a adjunta da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

Patrícia Gaspar adiantou que "há uma ou duas ocorrências que se estão a iniciar mas sem qualquer impacto".

"Para já, estamos com uma manhã tranquila", disse, adiantando que, no sábado, "foi possível dominar todos os incêndios que tinham começado".

O último incêndio a ser dominado foi o incêndio de Torre de Moncorvo, já perto da meia-noite. "Portanto, temos neste momento uma situação operacional estabilizada", vincou.

A Proteção Civil mantém a monotorização da situação em todo o país e "todos os meios aéreos estão prontos para atuar caso seja necessário", frisou.

A adjunta da Autoridade Nacional da Proteção Civil disse ainda que "houve um decréscimo dos níveis de alerta em alguns dos distritos", após a avaliação feita no sábado em função das condições meteorológicas.

Neste momento, os únicos distritos que se mantém em alerta laranja são Bragança, Castelo Branco, Faro, Santarém, Coimbra, Guarda, Portalegre e Viseu. Todos os restantes estão em alerta amarelo.

Outras Notícias