Pandemia

Interior Centro e Alentejo com maiores taxas de incidência de covid-19

Interior Centro e Alentejo com maiores taxas de incidência de covid-19

Os concelhos de Mourão, no distrito de Évora, e de Mêda, no da Guarda, são aqueles que registam a maior taxa de incidência cumulativa da covid-19 no período de 14 dias analisado pela DGS.

São os únicos com mais de três mil casos por 100 mil habitantes, ajudando a colocar os distritos da Guarda e de Évora entre aqueles com as mais elevadas taxas de incidência da covid-19, que parece afetar particularmente os distritos do interior, especialmente no Centro e Alentejo.

Dos 10 concelhos com taxas de incidência mais elevada, um, Miranda do Douro, fica a norte, no distrito de Bragança. Dos outros, sete estão no centro, três dos quais no distrito da Guarda, onde se incluiu Mêda, com 3074 casos por 100 mil habitantes, e dois no distrito de Viseu.

O Alentejo soma dois municípios à lista dos 10 mais afetados, Mourão, com uma taxa de 3347 infeções por 100 mil habitantes, a mais elevada do país, e Mora, ambos no distrito de Évora.

Ao todo, 39 concelhos têm mais de mil casos por cada 100 mil habitantes, acima dos 960 definidos como risco extremo. Destes, apenas seis ficam no litoral, Esposende, Murtosa, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Tavira e Barcelos.

No lado oposto da tabela estão seis municípios, com taxa zero de incidência de covid-19. Cinco nos Açores - Santa Cruz da Graciosa, Santa Cruz das Flores, São Roque do Pico, Lajes do Pico e Corvo - e um na Madeira, Porto Santo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG