Aviação

Falha de segurança no Aeroporto de Lisboa

Falha de segurança no Aeroporto de Lisboa

Áreas do aeroporto de Lisboa foram parcialmente evacuadas e com reforço de controlo de bagagens, na sequência de uma falha de segurança associada a um voo proveniente de Dakar.

A agitação tomou conta dos passageiros e gerou o medo no aeroporto, tendo em conta os atentados terroristas e o facto de ninguém ter sido informado do que realmente se passava.

A situação está a atingir centenas de passageiros e o alerta foi dado cerca das 21 horas deste domingo, soube o JN. O Comando de Lisboa da PSP não confirmou nem desmentiu.

O Ministério da Administração Interna adiantou ao JN que os problemas foram gerados na sequência de um voo proveniente de Dakar, em que os passageiros foram desembarcados numa área Schengen, logo sem serem sujeitos a medidas de controlo de segurança, acabando por se misturarem com os outros passageiros.

A falha de controlo de segurança obrigou a que a PSP e o SEF interviessem para separar os passageiros Schengen e não Schengen, com a respetiva identificação de voos de origem ou de destino e, assim como a novo controlo de bagagens de cabina.

As centenas de passageiros estavam já nas portas de embarque, da 41 à 47, quando surgiram elementos da PSP, SEF e ANA, obrigando os passageiros a abandonar a zona, para procederem a vistorias.

Grande parte dos passageiros foram obrigados a voltar a passar pelo controlo de bagagens, uma medida normalmente associada à suspeita de transporte de materiais explosivos e muitas das lojas fecharam também as portas.

Há pelo menos seis voos que foram atingidos por estas medidas de segurança, ficando em terra, embora os passageiros não tenham sido informados do porquê destas medidas excecionais de segurança.

As medidas não explicadas aos passageiros criaram um ambiente de agitação entre os passageiros.

ver mais vídeos