O Jogo ao Vivo

Incêndios

Associação criada após fogos de outubro oferece roupas à Grécia

Associação criada após fogos de outubro oferece roupas à Grécia

Um movimento criado após os incêndios de outubro de 2017 no centro de Portugal disponibilizou esta quarta-feira roupas e outro tipo de ajudas à Grécia, na sequência dos fogos que atingem aquele país desde segunda-feira.

Numa nota de imprensa divulgada esta quarta-feira, o Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) endereça condolências às famílias das vítimas e deseja que as temperaturas façam uma trégua, para que a Grécia se reerga rapidamente.

"Como associação que ajudou nas catástrofes no passado ano em Portugal, disponibilizamo-nos para as vossas necessidades. Temos roupas prontas a enviar, caso seja necessário e poderemos efetuar campanhas".

Os fogos de segunda-feira na Grécia, perto de Atenas, causaram pelo menos 79 mortos e quase duas centenas de feridos, alguns em estado crítico.

Mais de 1.500 casas foram afetadas e mais de 300 viaturas foram completamente destruídas pelas chamas, sobretudo em Mati, um dos bairros periféricos a norte de Rafina, onde muitos habitantes da capital têm segunda casa e onde passam férias de verão.

O Governo de Alexis Tsipras pediu ajuda internacional na noite de segunda-feira, tendo já alguns países respondido com meios de apoio. Portugal vai enviar 50 elementos da Força Especial de Bombeiros (FEB) para ajudar a combater os incêndios na Grécia, anunciou terça-feira o ministro da Administração Interna.

Os incêndios de outubro na região Centro, em 2017, provocaram pelo menos 50 mortos e dezenas de feridos, além de uma destruição incalculável em floresta, agricultura, empresas e habitações.

ver mais vídeos