Finanças

Autoestradas-fantasma ameaçam contas do Estado

Autoestradas-fantasma ameaçam contas do Estado

Concessionária espera uma indemnização de 1350 milhões de euros por parte do Estado. A sentença pode sair este ano e, caso vença, a meta prevista de défice de 2,2% pode estar em causa. Será um outro caso Banif?

A concessão das autoestradas da empresa Douro Litoral, que engloba a A32, a A41 e a A43, é considerada um um risco orçamental por parte do Governo e uma "contingência financeira" para este ano porque o concessionário pede uma reposição de equilíbrio financeiro de 1350 milhões de euros, cerca de 0,8% da riqueza produzida pelo país.

As autoestradas da Douro Litoral - situadas no Grande Porto e com tráfego reduzido - está há mais de dois anos à espera que o tribunal arbitral tome uma decisão sobre o montante, estando previsto que haja uma sentença ainda este ano.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.