Premium

Bolsas de doutoramento por pagar há quatro meses

Bolsas de doutoramento por pagar há quatro meses

Há bolseiros de doutoramento que estão sem receber bolsa há quatro meses. A denúncia é feita ao JN pela Associação dos Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) e diz respeito a investigadores que iniciaram os seus trabalhos em dezembro, em regime de exclusividade, após terem ganho uma bolsa no concurso de 2018. Uma situação, dizem, "inadmissível" e que se repete ano após ano. No ano passado, recorde-se, foram atribuídas 963 bolsas de doutoramento.

"Os resultados do concurso saíram em agosto e temos colegas que iniciaram os seus trabalhos em dezembro e que não assinaram ainda contrato, nem receberam qualquer valor", garante Sandra Pereira. Para a presidente da ABIC, trata-se de uma "situação incompreensível, que não tem cabimento nenhum".

A investigadora revela terem sido enviados vários pedidos de esclarecimento à Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), até à data sem resposta. Segundo a presidente da ABIC, o argumento usado no passado pela FCT é o de que tudo será pago com retroativos.