Ambiente

Cada português produz 40 quilos de lixo por mês

Cada português produz 40 quilos de lixo por mês

Cada português produz em média 40 quilos de resíduos por mês e, por ano, o país soma quase cinco milhões de toneladas de resíduos, o peso de três pontes Vasco da Gama.

Os números fazem parte de um vídeo da responsabilidade de três entidades ligadas aos resíduos e que agora começa a ser divulgado, chamando a atenção para o facto de apenas se reciclarem 10% dos resíduos.

No vídeo diz-se que cada português produz 473 quilos de lixo por ano e também que, se as pessoas reciclarem "tudo" e "sempre", podem contribuir, individualmente, para o reaproveitamento de cem quilos de produtos.

Recolher e tratar os resíduos custa 755 milhões de euros por ano, o equivalente a mais de 75 euros por cada cidadão, pelo que, afirma-se, quanto mais se reciclar menos pesada é a contribuição de cada um.

Com o título "Reciclar é agora", o vídeo pretende sensibilizar para a necessidade de separar e reciclar as embalagens usadas, mostrando os impactos a nível ambiental, social e económico, e afirmando que é possível, com a reciclagem, separando "todas as embalagens, sempre e em qualquer lugar", proteger o ambiente e dinamizar a economia.

Atualmente, diz-se também no vídeo, 16% dos resíduos são transformados em corretivos orgânicos a usar na agricultura e na floresta e 23% são transformados em energia. A gestão de resíduos é responsável pela criação de mais de 13 mil postos de trabalho.

O trabalho resulta de uma parceria entre a EGF, (Environmental Global Facilities, líder no tratamento e valorização de resíduos), a ESGRA (Associação para a Gestão de Resíduos, representando 14 sistemas de gestão de resíduos), e a ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, que nomeadamente assegura que as entidades gestoras desses serviços o fazem com qualidade e a preços acessíveis).

Teve o apoio da Sociedade Ponto Verde, que organiza e gere a retoma e valorização de resíduos de embalagens e que tem como um dos objetivos sensibilizar e educar para as melhores práticas ambientais.

O vídeo está disponível nas páginas na internet das entidades que o criaram e vai a partir de agora ser divulgado em todo o país, nomeadamente pelas entidades que tratam e valorizam os resíduos urbanos.

ver mais vídeos