Folia

Carnavais em risco com ameaça de chuva e granizo

Carnavais em risco com ameaça de chuva e granizo

Autarquias e associações receiam perder bilheteira e última oportunidade de mostrar o trabalho de um ano, mas só decidem na hora se desfilam.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê, para esta terça-feira, dia em que saem os últimos corsos carnavalescos, "períodos de chuva por vezes forte e persistente, nas regiões do Norte e Centro", com possível queda de granizo e trovoada e rajadas que podem chegar aos 100 quilómetros por hora. Nas regiões mais altas deve cair neve e na orla costeira ocidental alguma agitação marítima. Os termómetros vão baixar.

Nada que assuste os foliões, que vão aguardar até à última hora para decidir se desfilam ou cancelam.

Em Ovar está prevista uma reunião com os grupos e escolas de samba por volta das 14 horas, ou seja, pouco antes da hora prevista para o desfile sair à rua, para decidirem, em conjunto, se o corso se realiza. Se não houver, explicou fonte da Autarquia, "perde-se a receita da bilheteira e todos ficam tristes", pois não poderão mostrar, num último desfile, o trabalho que prepararam durante um ano. Quem tiver comprado bilhete antecipadamente será ressarcido. É dada prioridade aos estrangeiros que tenham de regressar aos países de origem e aos restantes será devolvido o dinheiro ao longo dos dias seguintes.

Não param a meio

Em Estarreja, conta a vereadora Isabel Pinto, a decisão será tomada "no limite do horário", num encontro entre os grupos que compõem o corso. Mas a autarca mantém a confiança. "Pode haver surpresas e o tempo permitir o desfile", diz, esperançada de que os foliões tenham oportunidade de mostrar os trajes, coreografias e carros alegóricos que tanto trabalho deram a preparar. "Se à hora do desfile o tempo permitir aos grupos saírem e ao público estar confortável, saímos com tudo", e, depois de estarem na rua, "não paramos a meio", assegura. Se for cancelado, quem comprou bilhete deve guardá-lo, pois a Autarquia irá devolver o dinheiro a quem apresentar o ingresso.

Na Mealhada, a decisão também será tomada à bica do desfile e dependerá das condições climatéricas que se fizerem sentir na altura. "Não está previsto adiar. Vamos para a rua, a não ser que as condições não permitam mesmo. Se chover, vai depender se é muito ou pouco", explica o presidente da Associação de Carnaval da Bairrada, Alexandre Oliveira. "É o último dia e, se estragar um pouco os adereços, não complica muito a vida", explica.

Em termos financeiros, acrescenta Alexandre Oliveira, será "complicado". Mas também o é em termos emocionais, pois os corsos mostram o trabalho de um ano inteiro. Se cancelarem, a organização não planeia um desfile adicional num outro dia, para compensar. "Voltamos a sair só em 2020".

Podence

Os caretos saem à rua às 15 horas.

Lazarim

Os caretos de Lazarim leem os testamentos dos compadres às 15 horas.

Ovar

Cortejo enche às 14.30 horas a Avenida Sá Carneiro.

Estarreja

O grande corso está previsto para as 14.30 horas.

Mealhada

Inês Simões e Igor Marchesi voltam a reinar no corso de hoje, às 14.30 horas.

Torres Vedras

Carros alegóricos e matrafonas saem às 14.30 horas

Loulé

Corso sai às 15 horas.

Imobusiness