Caso

Comandante da Proteção Civil demite-se

Comandante da Proteção Civil demite-se

Rui Esteves demitiu-se do comando da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

"O Comandante Operacional Nacional (CONAC), da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Rui Esteves, apresentou hoje, dia 14 de setembro, ao Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, o pedido de cessação da Comissão de Serviço, o qual foi já aceite. O lugar de CONAC será assumido interinamente pelo atual Segundo Comandante Operacional Nacional, Tenente Coronel Albino Tavares", lê-se numa nota da secretaria de Estado da Administração Interna enviada às redações.

Recorde-se que o ministro do Ensino Superior e o presidente do Politécnico de Castelo Branco pediram um inquérito à licenciatura do comandante da Proteção Civil.

A licenciatura de Rui Esteves em Proteção Civil pela Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco foi concluída com 32 equivalências num total de 36 unidades curriculares que compõem o curso, segundo avançaram o jornal "Público" e a RTP.

De acordo com a informação, as equivalências tiveram por base experiência profissional e cursos de formação.

Rui Esteves afirmou que as equivalências pedidas têm por base a formação que fez "ao longo de 30 anos de carreira"

"O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, tomou hoje conhecimento deste assunto pelo presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco, que informou o ministro que tinha enviado o assunto para a Inspeção Geral da Educação e Ciência (IGEC)", refere um esclarecimento enviado à Lusa pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

"O ministro também reforçou o pedido junto da Inspeção", acrescentou a mesma fonte.

Em resposta ao jornal "Público", Rui Esteves afirmou que "fez tudo em conformidade com a lei vigente" e que as equivalências pedidas têm por base a formação que fez "ao longo de 30 anos de carreira".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado