Em atualização

Costa quer manter crescimento e mais "emprego digno"

Costa quer manter crescimento e mais "emprego digno"

António Costa garantiu, esta terça-feira, que pretende que este ano Portugal continue a sua rota de crescimento e que o emprego criado seja "digno".

No primeiro debate quinzenal do ano, o primeiro-ministro disse ainda que a política de recuperação de rendimentos das famílias, concertada com a Esquerda, é para continuar em 2018.

"Continuaremos as boas políticas que nos permitiram o melhor crescimento desde o início do século", disse, no início deste debate no Parlamento, estabelecendo uma boa prestação da economia como a primeira prioridade. E, em segundo, Costa estabeleceu a criação de um "melhor emprego" como a aposta do Governo PS.

"Para garantir melhor emprego, é fundamental criar condições para o investimento das empresas", explicou, apontando a disponibilização de dois mil milhões de euros para incentivo empresarial.

Nas poucas linhas estratégicas que estabelece para o ano que agora começa, o primeiro-ministro anunciou que o Governo "irá acabar com o ensino vocacional no ensino básico" e "eliminar os requisitos discriminatórios" dos alunos do Ensino Profissional no acesso ao Ensino Superior, além ter assegurado a conclusão da reforma na floresta e da preparação da estratégia para os fundos do Portugal 2030.

Imobusiness