Opção

Ensino doméstico triplica em dois anos

Ensino doméstico triplica em dois anos

Dirigente do Movimento Educação Livre acredita que ingresso destes alunos na escola ocorrerá cada vez mais tarde ou só no Superior.

Este ano letivo, estavam inscritos no ensino doméstico e individual 620 alunos. São menos 41 do que em 2016, mas quase o triplo dos 199 inscritos em 2014/2015. Há cinco anos, eram apenas 63. A tendência é, por isso, de crescimento apesar de haver anos com oscilações. Inês Peceguina, vice-presidente do Movimento Educação Livre (MEL), acredita que com o crescimento desta modalidade, o ingresso destes alunos na escola ocorrerá cada vez mais tarde ou mesmo só no Superior.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Conteúdo Patrocinado