Revelação em Fátima

O "milagre": Lucas perdeu tecido cerebral e médicos não acreditavam em cura

O "milagre": Lucas perdeu tecido cerebral e médicos não acreditavam em cura

Lucas é o nome do menino de nove anos que a Igreja diz ter sido salvo por milagre dos pastorinhos Jacinta e Francisco.

O pai, João Batista, contou emocionado, esta quinta-feira, a história da cura do filho.

João Batista entrou de mão dada com a mulher Lucila Yurie na sala de Imprensa, onde eram esperados por mais de uma centena de jornalistas. O pai do menino miraculado de Juranda, no Brasil, que, à data do acidente, tinha cinco anos de idade, emocionou-se ao ler a declaração que relata a recuperação do seu filho.

Lucas caiu de uma janela de seis metros e meio de altura, quando brincava com a irmã Maria Eduarda. "Bateu com a cabeça no chão e fez um traumatismo craniano muito grave, com perda de tecido cerebral". Os médicos não acreditavam na cura do menino, certos de que, mesmo que sobrevivesse, ficaria em estado vegetativo ou com graves deficiências cognitivas.

Os pais acreditam que a fé de uma irmã Carmelita nos pastorinhos Jacinta e Francisco foi determinante. Ao saber da história de Lucas, "correu para as relíquias dos beatos Francisco e Jacinta, que estavam junto do Sacrário e sentiu esse impulso de oração: "Pastorinhos, salvem este menino, que é uma criança como vocês". Conseguiu convencer toda a comunidade a rezar apenas com a intercessão dos pastorinhos. Assim fizeram", relata o pai.

Treze dias depois, Lucas teve alta do hospital e é hoje um menino normal, tal como "antes do acidente. A sua inteligência e caráter são iguais".

ver mais vídeos