BE

Francisco Louçã diz que redução do défice é à custa da recessão económica

Francisco Louçã diz que redução do défice é à custa da recessão económica

O líder do BE, Francisco Louçã, afirmou este sábado que a redução do défice deve-se à recessão económica e a medidas como os cortes nos apoios sociais e não ao facto de o Estado estar a usar melhor o dinheiro.

"A despesa reduz-se não porque o Estado esteja a gastar melhor o dinheiro, mas porque está a provocar a recessão", disse Francisco Louçã aos jornalistas, à margem da apresentação do texto da moção de censura do BE, numa conferência de imprensa, na sede do Bloco, em Lisboa.

O coordenador bloquista argumentou que "um bom indicador é criar emprego, é o crescimento da economia", desvalorizando, assim, os números avançados hoje pelo semanário Expresso, segundo os quais o défice fixou-se em 281,8 milhões de euros em Janeiro, uma redução de 58,6% em relação ao mesmo mês em 2010.

"Mais de metade dos desempregados não têm subsídio de desemprego", afirmou, para ilustrar os cortes nos apoios sociais.