Nacional

GCTP considera que programa de Governo vai criar injustiça e empobrecimento

GCTP considera que programa de Governo vai criar injustiça e empobrecimento

O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, disse, quarta-feira, que o programa do Governo pode ser caracterizado por duas palavras: injustiça e empobrecimento, sublinhando que as medidas propostas vão "cavar injustiças" entre trabalhadores e detentores de capital.

"O que nós vemos é uma estigmatização dos pobres e um facilitar da vida aos detentores de capital", disse à Lusa o sindicalista, acrescentando que as propostas do Governo para a Segurança Social, os impostos, as privatizações e o emprego "vão cavar injustiças".

Para Carvalho da Silva, o programa do novo Governo vai provocar "um corte nos direitos de emprego" e "facilitar os despedimentos", nomeadamente na Administração Pública.

Lembrando que a atribuição de subsídio de desemprego a quem trabalha a recibos verdes é uma "medida pontual", o secretário-geral da CGTP referiu que este objectivo vai levar "à generalização da precariedade", criticando ainda a forma de dialogar do Governo.

"O Governo terá discutido com os parceiros determinadas medidas na área dos impostos e não só. Parece que o Governo começou mal do ponto de vista da concepção de diálogo, acha que tem de dialogar com os amigos", afirmou.

Outra das dúvidas levantadas pelo sindicalista refere-se à proposta de alterar feriados para reduzir o número de 'pontes'.

"Espero que não haja uma subversão de ordem cultural e social na sociedade portuguesa", afirmou Carvalho da Silva, acrescentando que por vezes "no meio de boas afirmações estão, muitas vezes, escondidos objectivos de atingir direitos e condições fundamentais das pessoas".