Requalificação

Governo prevê investir 900 milhões de euros em obras no litoral

Governo prevê investir 900 milhões de euros em obras no litoral

O Governo prevê investir, nos próximos dez anos, cerca de 900 milhões de euros em obras de manutenção e requalificação da costa portuguesa, para minimizar os efeitos das alterações climáticas.

"É um investimento que se prevê necessário, em obras que vão ser feitas, algumas em pedra, afastadas, mas paralelas à costa para reduzir bastante aquilo que é a força que o mar tem", disse à agência Lusa o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, à margem da inauguração das obras de requalificação do litoral em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira.

De acordo com o ministro, as obras para a manutenção do litoral português, "são uma tarefa ciclópica, devido ao facto de a costa portuguesa ser o território em toda a Europa que está mais sujeito às consequências que hoje se fazem sentir das alterações climáticas, por causa do avanço do mar".

"Está visto e demonstrado que as obras que artificializam a costa, resolvem pontualmente o problema, mas provocam outro problema, normalmente a Sul, na costa portuguesa, a sotamar (para onde vai o mar)", recordou o ministro, acrescentando que "esse fator faz com que as intervenções tenham de ser constantes".

Segundo o governante, as obras previstas para a próxima década, vão incidir na manutenção de esporões existentes, enchimento de praias, recuperação de dunas, com a concentração de milhares de metros cubos de areia", ressalvando, contudo, que "esse trabalho não será eterno, porque essa areia será, certamente, levada pela natureza".

O ministro acrescentou que, associadas às obras afastadas da costa, serão associadas as obras de requalificação de espaços atrás das dunas, "porque se pretende que as pessoas continuem a usufruir destes territórios".

"São obras, desde Caminha até Vila Real de Santo António, obras sobretudo de proteção, feitas com técnicas naturais", destacou.

Segundo João Pedro Matos Fernandes, existem obras prioritárias em frente a Ovar, sobretudo em Furadouro, Esmoriz e Cortegaça: "É uma intervenção de grande dimensão, talvez no sítio onde o litoral português mais sofre com o fenómeno de erosão".

"Um dos "shot's" (massa de areia de grandes dimensões concentrada em determinado ponto) muito grandes que temos de fazer é na praia da Vagueira", no distrito de Aveiro, sublinhou o ministro, acrescentando que "este é um dos bons exemplos de obras de grande dimensão que têm de ser feitas, sem mexer no litoral que conhecemos, mas garantir que se vai manter no futuro", concluiu.

João Pedro Matos Fernandes inaugurou esta segunda-feira as obras de proteção e de requalificação do litoral em Vila Nova de Milfontes (Odemira), no valor de 4,9 milhões de euros.

O investimento, feito no âmbito da sociedade Polis Litoral Sudoeste, inclui as empreitadas de valorização e qualificação da Praia do Malhão e de reforço do cordão dunar e alimentação artificial das praias da Franquia e das Furnas, através de transposição de sedimentos da foz do rio Mira, que totalizaram 2,5 milhões de euros.

ver mais vídeos