Debate quinzenal

Governo quer igualdade salarial para mulheres e homens

Governo quer igualdade salarial para mulheres e homens

O primeiro-ministro anunciou, esta quarta-feira, no Dia Internacional da Mulher, que o Governo vai apresentar na Concertação Social uma proposta que estabeleça a igualdade salarial entre mulheres e homens.

No debate quinzenal no Parlamento, António Costa assegurou ainda que o PS provou que havia uma alternativa à austeridade, com os resultados que o país tem registado no último ano. Tendo garantindo que a aposta nos próximos tempos passa pela qualificação dos portugueses e apoio às empresas.

"Não nos contentamos em demonstrar que afinal havia mesmo alternativa à austeridade da anterior maioria e que era aritmética e politicamente possível cumprir todos os nossos compromissos", disse o primeiro-ministro, elencando vários dados positivos sobre a economia nacional.

"Estes resultados são antes uma oportunidade para fazermos o que tem de ser feito, ou seja, resolver os problemas estruturais que têm limitado a capacidade de crescimento do país desde o princípio do século", adiantou, destacando que "no quarto trimestre de 2016 Portugal registou um crescimento homólogo de 2%, acima da média da zona euro e do conjunto da União Europeia" e que "a taxa de desemprego baixou em dezembro de 2016 para 10,2%".

Costa referiu que "o país tem ouvido falar muito de défices ao longo dos últimos anos, mas o maior défice estrutural que temos é o défice das qualificações". Daí que tenha frisado a importância da aposta no já anunciado programa Qualifica - para adultos - ou no Interface, o plano de apoio a uma maior ligação entre as empresas e o Ensino Superior.

"Estamos assim a romper o círculo vicioso de procurar um atalho para a competitividade fomentando a precariedade e apostando nos baixos salários. Nenhum país se desenvolve assim", argumentou.

No Dia Internacional da Mulher, que a bancada do PS assinalou distribuindo rosas vermelhas pelas mulheres jornalistas que estão no hemiciclo, António Costa aproveitou para garantir que o Governo vai apresentar aos parceiros sociais uma proposta de "igualdade salarial entre homens e mulheres". Mas não deu mais detalhes sobre a matéria.