Premium

Há dois anos que se morre mais na estrada em Portugal

Há dois anos que se morre mais na estrada em Portugal

Em 2018, pelo menos 512 pessoas morreram nas estradas portuguesas. Pelo segundo ano consecutivo, o número de vítimas mortais aumentou, quebrando uma tendência com 30 anos.

É preciso recuar até 1996 para se encontrar dois anos seguidos com uma subida do número de mortes. O Governo diz estar preocupado, mas tarda em tirar do papel medidas como a redução da velocidade nas localidades, as inspeções obrigatórias para motociclos ou o controlo do uso de telemóveis ao volante.

Estas e outras medidas de redução da sinistralidade foram anunciadas há quase um ano, após a reunião da Comissão Interministerial para a Segurança Rodoviária, criada com o Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária, o PENSE 2020. Hoje, pouco se avançou, deixando cada vez mais longínqua a meta prevista no plano: chegar a 2020 com 399 mortes nos 30 dias após o acidente. Em 2017, neste prazo de 30 dias, morreram 602 pessoas.