Premium

Há mais farmácias, mas 675 estão em insolvência

Há mais farmácias, mas 675 estão em insolvência

Em oito anos abriram mais 110 estabelecimentos no país. Setor continua em dificuldades: um quarto tem penhoras.

No primeiro semestre de 2018 existiam mais 110 farmácias, no continente e ilhas, do que em 2010, antes da crise económica e financeira que levou ao pedido de ajuda externa. Os dados da Associação Nacional das Farmácias (ANF) revelam que, em oito anos, encerraram 165 e abriram ou reabriram 275 farmácias. Cinco delas entre janeiro e julho de 2018.

Mas esta evolução - inflacionada pela abertura de 75 farmácias em 2010 - não significa que o setor esteja a recuperar da crise que o tem atingido nos últimos anos. Quase um quarto das 2922 farmácias com porta aberta - 675, que representam 23,1% do total - estão em insolvência ou têm um processo de penhora pendente.