Crowdfunding

IRA - Intervenção e Resgate Animal consegue 14 mil euros em quatro dias

IRA - Intervenção e Resgate Animal consegue 14 mil euros em quatro dias

Hércules é o nome dado ao veículo pesado que o grupo IRA - Intervenção e Resgate Animal pretende adquirir para a sua atividade. Em quatro dias, o grupo conseguiu angariar os 14 mil euros necessários.

"Habemus Hércules". Foi com esta mensagem que o grupo IRA - Intervenção e Resgate Animal anunciou, no sábado, na sua página da rede social Facebook, ter conseguido angariar os 14 mil euros necessários para adquirir um veículo pesado que pretende transformar em unidade móvel. A campanha de "crowdfunding" decorria desde terça-feira (dia 13).

No passado dia 14, quarta-feira, o grupo anunciava ter ultrapassado os oito mil euros em dia e meio de angariação.

Apesar do valor total definido já ter sido angariado, este domingo a campanha continuava a receber apoios - mais de 14600 euros provenientes de 939 participantes.

Segundo a informação prestada pelo IRA, o veículo servirá para diversas valências, como intervenção e resgate animal, prestação de assistência médico-veterinária; hospital veterinário de campanha em cenários de catástrofe, viatura de exposição para ações de sensibilização sobre o bem-estar animal.

O grupo informa que o valor de 14 mil euros destina-se à compra do veículo (mais as comissões da plataforma online onde decorre a campanha) e que será realizada nova iniciativa de "crowdfunding" para a transformação do veículo na desejada unidade móvel.

Recorde-se que, na quinta-feira, a TVI transmitiu uma reportagem sobre o IRA, na qual foi noticiado que a Unidade de Contraterrorismo da Polícia Judiciária e o Ministério Público estão a investigar o grupo por crimes como assalto à mão armada, sequestro e terrorismo. Na reportagem foi referido que Cristina Rodrigues, membro da comissão política e chefe de gabinete do Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), será suspeita de estar ligada ao grupo.

O IRA apresenta-se como um grupo "na vanguarda da proteção dos direitos dos animais". Tem mais de 150 mil seguidores na rede social Facebook, onde divulgam imagens de animais mal tratados, fazem apelos para a adoção de animais abandonados e divulgam ações de sensibilização em escolas.