Francisco Louçã

Louçã critica "pingue-pongue" do PS e PSD sobre regionalização

Louçã critica "pingue-pongue" do PS e PSD sobre regionalização

O coordenador do Bloco de Esquerda defendeu a regionalização como forma de combater o desemprego no interior de Portugal e acusou o PS e o PSD de travarem esta medida com sucessivos jogos de "pingue-pongue".

"As regiões do interior estão a ser sistematicamente destruídas, são as primeiras empresas a desaparecer, são as primeiras fábricas a fechar, são os primeiros desemprego a acumular-se, não havendo alternativas", observou Francisco Louçã, que falava em Portalegre, num jantar com simpatizantes e militantes e com trabalhadores das empresas Selenis Serviços e Ambipet, que estão em processo de insolvência.

O líder do BE defendeu que "distribuir a economia em termos dessas regiões é uma resposta ao pingue-pongue que o PS e o PSD têm feito, sempre a prometer e a não cumprir uma regionalização que está prevista na Constituição e para a qual puseram um travão".

Para Francisco Louçã, este impasse "impede" que haja "mais democratização, mais responsabilidade, mais democracia, mais participação, uma economia mais próxima das pessoas, com a prioridade que tem que ser que é criar emprego".