troika

Louçã: "Então não sabiam do que falavam?"

Louçã: "Então não sabiam do que falavam?"

Francisco Louçã reagiu à notícia da existência de duas versões do acordo de ajuda externa questionando se PS, PSD e CDS "agora têm duvidas" sobre o que assinaram. "Não finjam que não sabem", apelou.

Em Leiria, Francisco Louçã frisou que apesar da importância e de terem assinado o documento com a "troika", os líderes do PS, PSD e CDS agora têm dúvidas. E perguntou: "Então não sabiam do que falavam? Será que a campanha tem de começar de novo para eles nos dizerem afinal do que falavam?".

O líder do BE passou a explicar que existem dois documentos assinados pelo governo português. "Um não traduzido para português mas que foi assinado em nome dos portugueses. Mas existem diferenças entre as versões de 3 e 17 de Maio e considerou assim espantoso que duas semanas depois os partidos venham com cara de caso dizer que não conheciam bem o texto", disse.

E voltou a perguntar: "já repararam que eles nunca falam do texto que assinaram. Um emigrante até pode pensar que a 'troika' é um grupo de rock que vem ao festival da Zambujeira do Mar!" E o líder do BE apelou aos partidos que "não finjam que não sabem".

Francisco Louçã diz que a grande diferença entre uma versão e outra é antecipar para Julho os cortes no subsídio de despedimento que querem facilitar.