Cirurgia

Marcelo Rebelo de Sousa não pode fazer esforços durante oito dias

Marcelo Rebelo de Sousa não pode fazer esforços durante oito dias

Foi uma intervenção simples mas urgente a que o presidente da República foi esta quinta-feira submetido para tratar uma hérnia umbilical encarcerada, que estrangulou.

Trata-se de uma protuberância anormal na zona do umbigo, motivada pelo deslocamento do conteúdo abdominal através de um defeito a nível do anel umbilical.

"Basicamente, é uma falência da parede abdominal. Diz-se encarcerada quando não é possível reduzir ou voltar a colocar para dentro e estrangulada quando começa a reduzir ou a impedir a circulação sanguínea na zona", explica o diretor do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital de S. João, referindo que, nesse último caso, torna-se necessário fazer um pequeno corte no intestino. Trata-se de uma cirurgia simples, normalmente em ambulatório.

Em caso de estrangulamento, terá de haver internamento, entre 24 a 48 horas. Segundo Rui Soares da Costa, a recuperação não costuma ser complicada: "Provoca algum desconforto nos primeiros dias e recomendo sempre que não se faça esforços físicos durante oito dias, além de cuidados, durante um ou dois meses, depende dos casos".