PS

Maria de Belém entre presidenciais e Santa Casa

Maria de Belém entre presidenciais e Santa Casa

Maria de Belém poderá ser a aposta de António Costa para suceder a Santana Lopes na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no caso de o PS vencer as legislativas, o que implica não avançar como candidata à Presidência da República.

Segundo noticiou esta tarde o Observador, a disponibilidade do PS em colocar Maria de Belém na Santa Casa seria "um prémio de consolação" para uma eventual desistência dos seus planos para a Presidência da República.

A deputada e ex-ministra da Saúde já foi vice-provedora daquela instituição, com o padre Vítor Melícias, que fora escolhido para liderar a Santa Casa pelo então primeiro-ministro Cavaco Silva. O atual provedor, Santana Lopes, termina o mandato em 2017 mas o próximo Governo pode decidir substitui-lo antes.

Por sua vez, Maria de Belém reagiu a uma sondagem recente SIC/Expresso sobre os candidatos presidenciais, considerando "muito interessante" o facto de ter colhido 25% das preferências à esquerda (António Sampaio da Nóvoa conseguiu 33,3%). No programa "Falar Claro", da Rádio Renascença, a deputada revelou ainda que "muitas pessoas" lhe colocam a questão das presidenciais, quando se cruzam com ela ou via email. "É muito interessante aquilo que as pessoas que não conheço de lado nenhum, e que vêm ter comigo, me dizem", declarou, sublinhando que tais opiniões "não são contaminadas".

Terça-feira, António Costa recusou alimentar especulações sobre Belém e confirmou que a ex-presidente socialista Maria de Belém, por escolha da antiga ministra, será a primeira suplente da lista de candidatos a deputados pelo círculo eleitoral de Lisboa nas próximas legislativas.