Saúde

Matilde regressa esta segunda-feira ao hospital para fazer tratamento inovador

Matilde regressa esta segunda-feira ao hospital para fazer tratamento inovador

Matilde, a bebé de quatro meses que foi diagnosticada com a forma mais grave de atrofia muscular espinal (AME tipo 1), regressa na segunda-feira ao Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Matilde irá receber, na terça-feira, o medicamento inovador cuja utilização apenas está aprovada nos Estados Unidos. Uma outra menina com a mesma doença, Natália, irá receber o tratamento no mesmo dia.

De acordo com informação publicada pelos pais na rede social, Matilde regressa na segunda-feira ao Hospital Santa Maria para iniciar os corticóides que a vão preparar para tomar o medicamento inovador. "Entramos em contagem decrescente", escreveram os pais no Facebook, admitindo que "a espera é longa". No final de julho os pais já tinham anunciado que a bebé iniciaria o tratamento no dia 27 deste mês.

A menina nasceu no dia 12 de abril e foi-lhe diagnosticada atrofia muscular espinhal de tipo I. Esta doença é caracterizada pela degeneração e perda de neurónios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, resultando em fraqueza muscular e atrofia e levando a insuficiência respiratória.

O Zolgensma - o medicamento mais caro do mundo - custa cerca de 1,9 milhões de euros ainda só está disponível nos EUA. Depois de divulgado o caso da bebé, os portugueses juntaram-se numa onda solidária e conseguiram doar mais de dois milhões de euros para ajudar a pagar o tratamento. Os pais garantem que o dinheiro vai ajudar outros bebés com a mesma doença.