Nacional

Ministra do Trabalho acusa Mota Soares de insolência

Ministra do Trabalho acusa Mota Soares de insolência

A ministra do Trabalho, Helena André, acusou o deputado dos CDS-PP Mota Soares de "insolência" por ter afirmado que os cortes do abono de família não foram discutidos no Conselho de Ministros.

"Eu, de facto, já estou habituada à insolência do deputado Pedro Mota Soares", disse a ministra Helena André numa audição parlamentar, afirmando que as decisões do Governo são tomadas por todos os ministros.

O deputado do CDS-PP tinha questionado Helena André sobre os cortes dos abonos de família nos escalões superiores, sugerindo que a ministra não tinha questionado o ministro das Finanças sobre essas reduções no âmbito do conselho de ministros.

Helena André garantiu que as decisões governamentais "são sempre de um coletivo" e explicou que os cortes foram uma opção do Governo para poder apoiar os que mais necessitam.

Mota Soares perguntou também porque é que o Governo retirou o abono de família a pessoas que têm um rendimento de 629 euros, defendendo que este tipo de pessoas precisam de apoio.

"Provavelmente não tivemos nunca um Orçamento de Estado tão anti-família e anti-natalidade", criticou o deputado centrista, apontando os cortes nos apoios às famílias, na educação e na saúde.

Mota Soares considerou ainda que a natalidade "é essencial" para assegurar, a longo prazo, a sustentabilidade da segurança social. Helena André discordou, negando que o abono de família tenha impacto na natalidade.

Salientou, por outro lado, a importância de aumentar os equipamentos sociais, que continua a ser uma das apostas do Governo.