sinistralidade

Morre-se mais por suicídio do que nas estradas

Morre-se mais por suicídio do que nas estradas

A cada dia que passa, pelo menos três pessoas põem termo à vida em Portugal, elevando os óbitos por suicídio para mais do dobro das mortes ocorridas na estrada.

Em 2014, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses registou 1074 casos de suicídio, contra 480 mortes em acidentes.

Na leitura de João Pinheiro, vice-presidente do Instituto, o número das mortes autoinfligidas nos últimos anos "tem sido constante", mesmo quando o ângulo de análise estabelece a relação com o total de autópsias. Em 2014, os suicídios corresponderam a 39% do volume global de diagnóstico de mortes ali realizado (5998). Em 2013, equivaliam a 38% do total de autópsias (6220). Nos anos anteriores, andaram entre os 34% e os 38%.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa